quarta-feira, 1 de setembro de 2010

TENSO - Parte 2

Fala galerinha!!!!

Finalmente consegui achar um tempo para escrever novamente. Acho que vou ter que aprender a lidar com isso daqui pra frente, caso queira mesmo manter esse blog atualizado e vocês informados sobre os últimos acontecimentos da Toca. O fato é que estou no meu terceiro dia no Canadá, mas realmente preciso compartilhar um episódio anterior à minha chegada. Ainda no clima de tensão, vamos a ele.

Após a conversa com a amável oficial do Consulado Canadense (um beijo especialmente para você, "minha senhora"), recebi um número de processo para poder proceder com os exames médicos necessários para a obtenção de um visto para um período superior a 6 meses. Já no dia seguinte liguei para o único médico credenciado em Salvador para poder marcar uma consulta. A previsão inicial era de conseguir um horário em sete dias (lembrando que, nesse momento, eu só tinha mais duas semanas até o dia pretendido de minha viagem, 27 de Agosto, com o visto e passaporte em mãos). Tive que abrir a minha vida e meu coração para a secretária do doutor, além de mostrar todo o meu desespero e aflição, para poder marcar para o mesmo dia a consulta.

Mesmo após eu ter me antecipado ao consulado e ter feito um check-up geral com TODOS os exames importantes numa situação dessas, tive que ouvir do médico que nenhum desses exames seria válido, a não ser os que eu faria na própria clínica credenciada. Não preciso dizer que tais exames custaram mais de 100% do valor dos que eu já tinha feito, fora os R$200 da consulta. Ah, acontece, galera.

Assim, quase uma semana depois, retornei à clínica para pegar a minha cópia dos resultados e pagar (Yes, baby) o envio dos resultados para as autoridades de imigração Canadense, em Trinidad e Tobago (É, também me perguntei o mesmo que vocês..). Nessa bricadeirinha, mais R$180 para que os exames chegassem em até 3 dias em Porto Espanha. Daí então, eles teriam mais 48 horas para mandar um aval para o Consulado em São Paulo e este mais alguns dias para emitirem o meu visto e devolverem o meu passaporte. Ufa!

Bueno, não foram três dias, mas quatro até eu receber a confirmação da chegada dos danados dos exames na ilha Caribenha e mais três até eu receber a ligação da agência de turismo, que me auxiliou nesse processo, dizendo que o visto finalmente tinha saído.. e em tempo recorde. Já era sexta-feira, dia 27 de Agosto e eu só havia conseguido marcar o vôo para o Domingo, dia 29. O horário do Sedex 10 já havia vencido e o despachante da agência ainda tinha que me enviar o passaporte com o visto. A alternativa escolhida foi mandar tudo através da TAM Express. O pacote chegaria em Salvador no Sábado, às 16:00 hrs.

Feliz da vida, cheguei no dia seguinte no Terminal de Cargas da TAM para buscar a tão esperada encomenda, até ser surpreendido pela atendente (muito educada e solícita, por sinal), dizendo que não havia nem sinal de envio de tal documentação. Han??? Como assim, mamãe? Começa aqui o momento "Se vira nos 30, mané".

Resumindo a obra de arte, após 4 horas de espera e com a importantíssima ajuda do amigo Mateus, que ligou para o SAC da TAM, descobri que nenhum passaporte pode ser enviado dessa forma. Assim, o documento ficaria retido em São Paulo até segunda-feira, quando seria então devolvido para o remetente, no caso, o despachante. Ninguém, além do próprio remetente ou o destinatário, poderia retirá-lo de lá. A minha primeira reação? Dizer num alto e bom tom a mais relaxante e sábia expressão de desespero: F U D E U!!!!!

Como nem a empresa despachante (por falta de recurso humano), nem outra pessoa poderia fazer isso pra mim, sobrou pra mim mesmo a agradável tarefa de organizar a busca do passaporte a tempo de embarcar para Toronto. Então, no dia 29 de Agosto de 2010, sai às 11:40 hr. de Salvador com destino ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, guardei minhas malas no guarda-volumes do aeroporto às 14:30 hr., peguei o ônibus da TAM às 15:30 hr. em direção ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, de lá peguei um taxi às 16:30 hr. para o Terminal de cargas da TAM, onde resgatei o meu Passaporte com o maravilhoso visto de 2 anos e 4 meses (respira, respira, respira), peguei então um outro taxi às 16:50 hr. voltando ao Aeroporto de Congonhas, chegando a tempo de pegar às 17:00 hr. o mesmo ônibus da TAM com direção ao aeroporto de Guarulhos, no qual cheguei uma hora depois e a tempo de fazer o check-in para o meu vôo. E aí papai, é emoção suficiente antes de uma viagem de 10 horas? Como diz um grande amigo,  TENSO, porem EMOCIONANTE!!!

6 comentários:

Rodrigues Ávila disse...

O melhor de tudo é quando a tensão passa, rende muita história para contar ^^

E acho que em dois anos, muitas palavras vão surgir para serem postadas hehe.

Abraço =)

Leonardo Rezende disse...

Vc devia escrever filme de suspense, viu man?
uheuhahueuhua
Hollywood ta te perdendo! Ainda bem que deu tudo certo... abraço

Bidu disse...

Concordo com Leozão!! Consegui sentir toda a tensão do momento!!! hehuehue Correria totaal!
Mas no final tudo deu certo e agora é só alegria, e escrever mais pros amigos...Quero novidades daí agora!!
Beijoo

Luane disse...

Ufa...
Cansei junto com vc.
Isso é pra dar mais valor ainda a essa viagem! rs
E não abandona o blog não... tô adorando! rs

Anônimo disse...

Caraca,
quantas emoções!!!
Tenso tb foi ficar sem notícias esses dias todo; sem saber o que tinha rolado...
Bom saber que deu td certo.

Abração cara.
Some não.
V.

Anônimo disse...

Lembrei de como me senti qd o meu diploma nao foi entregue na data combinada... tive que correr atras de uma procuracao para q meu avo pudesse encaminha-lo ao tradutor enquanto eu ia para Brasilia pegar o visto...rs
Eh incrivel como sempre tem que existir algum stress antes da viagem....

Beijao e sucesso aih!

Aninha